Home Institucional Produtos e Serviços Estatísticas Newsletter Ferramenta Local MailingNet Fale Conosco
Central de Atendimento: (11) 3341-2800
Login
Senha
Esqueci minha senha
Leitura de conteúdo
Pautas | Lead | 17/02/2017 16:08:09 | 153 Acessos
Plan International Brasil realiza diversas ações para evitar a exploração sexual contra crianças e adolescentes no Carnaval

A iniciativa faz parte da Campanha Fique de Olho! lançada pelo Governo da Bahia e conta com apoio de diversas organizações que atuam pela proteção infantil

O Carnaval brasileiro é reconhecido como um dos maiores eventos do mundo. Por conta dessa fama, o Brasil é o destino preferido de turistas que vêm de vários países para passar aqui os dias de folia. Só em Salvador a previsão da Prefeitura é de que cerca de 1 milhão de turistas embarquem na cidade. Mas como nem tudo é festa, o Carnaval, assim como outros grandes eventos, também é conhecido como o período em que as denúncias de violações de direitos de crianças e adolescentes no Disque 100 aumentam em 20%, uma vez que o Turismo Sexual ainda é uma realidade no Brasil.

Para contribuir para a redução desses índices e garantir os direitos das crianças e adolescentes, a Plan International Brasil apoiará diversas ações da Campanha Fique De Olho!, lançada pelo Governo do Estado da Bahia e realizada em parceria com diversas organizações que atuam pela Proteção Infantil.

De 20 a 22 de fevereiro serão realizadas oficinas de capacitação para profissionais da Rede de Proteção a Crianças e Adolescentes e Agentes de Segurança de Salvador (BA). Neste encontro, os profissionais serão orientados sobre as violações de direitos de crianças e adolescentes durante o carnaval e treinados a atuar para prevenir esses casos. A capacitação acontece no Centro Social Urbano de Narandiba.

No pré-carnaval, na próxima quarta-feira (22/02), acontece o desfile do Bloco de Redução de Danos com entregas de materiais sobre a campanha #QuantoCusta. O desfile é na Barra, com concentração no Farol e percurso até o Cristo.

Na semana do Carnaval, de 23 a 28 de fevereiro, a equipe da Plan International Brasil dará apoio técnico para a coleta de dados sobre violência contra crianças e adolescentes no Observatório de Proteção Infantil, além de abordagens nas ruas, sempre com o objetivo de orientar sobre as iniciativas de proteção infantil e formas de minimizar os riscos de violência sexual contra esse público.

“A violência contra crianças e adolescentes pode ter números ainda mais agravantes do que as estatísticas mostram, uma vez que muitos casos não são denunciados. É preciso tornar visível as questões que afetam negativamente a vida deles, pois a falta de dados torna o problema e as crianças e adolescentes invisíveis. Precisamos trazer dados confiáveis e contribuir para que o Brasil saiba a realidade vivida por muitos”, afirma Sara Oliveira, gerente de projetos da Plan International Brasil, no Estado da Bahia.

São parceiros nestas ações de enfrentamento durante o Carnaval de Salvador: a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia (SJDHDS), o Centro de Defesa Criança e Adolescente da Bahia (CEDECA/BA); o Comitê local de Proteção Integral de Crianças e Adolescentes em Grandes Eventos; o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), a Associação Metamorfose Ambulante (AMEA), Casa da Ladeira, Ponto de Cidadania, OSID – Centro de Convivência Irmã Dulce, Consultórios na Rua e os Centros de Atenção Psicossociais Álcool e Drogas (CAPS) – AD Gregório de Matos, AD Pernambués e AD III Gey Espinheira.

Exploração sexual contra crianças e adolescentes na Bahia

Para combater este tipo de crime, a Plan International Brasil realiza o projeto Down to Zero (DTZ), que tem como objetivo prevenir a exploração sexual contra crianças e adolescentes em Salvador e outros quatro municípios da região metropolitana (Camaçari, Lauro de Freitas, Itaparica e Mata de São João). Até 2020, o projeto pretende empoderar crianças e adolescentes destas cidades, em situação de risco e vítimas deste crime, para que possam se manifestar e agir como agentes de mudança e se proteger contra a exploração sexual. Além disso, o projeto pretende contribuir para que sejam reduzidos os indices deste tipo de violência na região e promovidos espaços mais seguros para crianças e adolescentes. O projeto ainda pretende contribuir para que o poder público e o setor do turismo implementem políticas públicas de combate a exploração sexual de crianças e adolescentes.

De acordo com o Sexto Mapeamento dos Pontos Vulneráveis à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Federais Brasileiras, do biênio 2013/2014, a região nordeste aparece em segundo lugar em termos de quantidade de pontos vulneráveis, com um total de 475 pontos, sendo que 172 são considerados pontos críticos e 129 de alto risco, o que coloca a região em primeiro lugar no que diz respeito ao risco da incidência da exploração sexual contra crianças e adolescentes.

Através de uma análise de dados do Disque 100, serviço de denúncias do Governo Federal de proteção a crianças e adolescentes com foco na violência sexual, entre 2013 e 2016 (seis primeiros meses), a Bahia ficou entre os quatro primeiros estados brasileiros com maior número de denúncias sobre violações de direitos de crianças e adolescentes. Ao todo, 41.715 crianças e adolescentes sofreram privação, negação ou violação de direitos, sendo que 48% delas são meninas, 37,6% meninos e 14,4% não informaram. Em relação à faixa etária, duas categorias aparecem bem próximas que corresponde às idades de 04 a 11 anos com 38,4% e 12 a 17 anos com 35,4% do total das denúncias. No que diz respeito à cor/raça, 39,9% das denúncias não informaram esse dado, prevalecendo em seguida à população declarada como parda com 33,6%. Evidentemente esse padrão deve ser observado também nas denúncias específicas à violência sexual.

A primeira ação do Down to Zero – DTZ foi a pesquisa, “Cenário das violências sexuais em 5 municípios do Estado da Bahia”, uma pesquisa qualitatitava que objetiva produzir e atualizar dados e conhecimentos sobre a violência e exploração sexual de crianças e adolescentes nos 5 municípios de atuação do projeto, identificando as principais lacunas e boas práticas além de parceiros estratégicos no enfrentamento a esta problemática.


Sobre a Plan International Brasil
A Plan International é uma organização não-governamental de origem inglesa ativa desde 1937 e presente em 71 países. No Brasil desde 1997, a organização possui hoje mais de 20 projetos, impactando aproximadamente 70 mil crianças e adolescentes. A Plan International Brasil parte do princípio de que assegurar o direito de crianças e adolescentes é um dever e não uma escolha. Em 2011, lançou a campanha mundial “Por Ser Menina”, com o objetivo de acabar com as raízes da discriminacão contra meninas, exclusão e vulnerabilidade, por meio da educação e do desenvolvimento de habilidades. Como resultado dos esforços da Plan International, em 2012 a ONU instituiu o dia 11 de outubro o Dia Internacional da Menina. Para mais informações sobre a organização, acesse: www.plan.org.br.

Lead Comunicação - Tel.: +55 11 3168-1412
Hedy Boscolo - Tel.: +55 11 3046-2531/+55 11 98593-7601 hedy@lead.com.br
Luiz Soares - Tel.: +55 11 3046-2524/+55 11 98752-4637 luiz@lead.com.br
Geórgia Corletto - Tel.: +55 11 3046-2530 georgia@lead.com.br

Compartilhar
Sala de imprensa Lead
Empresa LEAD ASSESSORIA S/C LTDA.
Contato Geórgia Corletto
E-mail georgia@lead.com.br Fone (11) 30462530
Editoria (s) Nacional
"A Maxpress publica pautas e notas de clientes a quem cabe toda e qualquer responsabilidade pelas informações nelas contidas, e pelos direitos eventuais de autoria e de imagem."
receberá PODERÁ BRASILEIRO EQUATORIAL COOPERATIVISMO Gachet
pagar RESPEITO DANO PRESIDENTE PESSOAS CONSTRUTORA
UNIVERSIDADE ÁUDIO JT IMPACTO ARQUITETURA FUNCIONÁRIOS
PACIENTES PRUDENTE TEMAS INCLUIR QUALIDADE PROL
SECRETÁRIA TRABALHA DOMÉSTICO VERDADE ARISTOCRACIA CARGA
DESCONTOS FORTES CLIENTE CEARÁ HORA INICIATIVA
REUNIÃO PIONEIROS DESENVOLVIMENTO FAMÍLIA CURSO ABERTAS
FALA POSSUI FECHA DENTRO EXPLORAÇÃO TRABALHO
DESISTÊNCIA APLICATIVOS APRIMORAM MENINA LIVRO CONCILIAÇÃO
DISCUTIR ASSÉDIO GARRIDO SERVIÇOS salariais INSCRIÇÕES
INADIMPLÊNCIA HÁBITOS ELÉTRICA gratuito Administradoras ÉTICA
VEM TRABALHADOR VIDA CONFERÊNCIA Gabriella ALFABETIZAÇÃO
DANOS BATER COLETIVO ALIMENTOS reabilitadas EMPRESARIAL
ÚNICA DESLIGAMENTO PROCURADOR MIL Flipoços NACIONAL
DESENVOLVIDOS MEDICINAL SAUDÁVEIS PEÇAS degradante TRABALHISTA
SEDIA INSTITUTO LANÇA SISTEMAS trabalhadora INTERNACIONAL
NACIONAIS BB MARÍTIMOS JORNADA indenizar SEMANA
JATO COTA NOITE REPÚBLICA horária OBRAS
UNESP MANTIDA CAMPINAS CASA indisponíveis EDIÇÃO
SESI BANCÁRIO FIO ENSINO Cannabis PAULA
MUNICIPAL CAUSADOS FERNANDO BRASIL canabidiol APRESENTA
CONSÓRCIO CÁLCULO REDE EVENTO estornar TURMA
GUIMARÃES NAVEGAÇÃO CONGELAMENTO EMPRESA ZPEs SOFREU
CORRENTE LAVA TV CAMINHONEIRO Amipão MORAL
QUINTA-FEIRA PÃES AMADEU USO pregar CGU
RECONHECE DEFICIÊNCIA CONTA ADOTAR DallAgnol OFERECE
CONVÊNIO MARGINAL TRANSEXUAL INFANTIL exaustiva INDENIZAÇÃO
ESTARÃO JUNHO COMISSÕES ADMINISTRADORA APROAPA PROGRAMA
ROBERTO DIRETAMENTE MORTO INOVAÇÃO Deltan FIEC
IMPOSTOS MANTÉM GUINÉ ANALÓGICA CBD
busca avançada
MAXPRESS
MAXETRON
Serviços de Tecnologia
e Informações LTDA
Copyright© 2010 Maxetron.
Todos os direitos reservados.
All rights reserved
Política de Privacidade
Portal Maxpress
Grupos editoriais
Arte e Lazer
Feminino e Masculino
Ciência e Ambiente
Geral
Comunicação
Nacional e Mundo
Economia e Finanças
Saúde
Empresas
Transportes
Esportes
Turismo
Portais
Institucional
Produtos e Serviços
Anúncio de banner
Contato
Fale conosco
MaxPR
Públicos
Imprensa Brasil
Corporativo
Governo Brasil
Imprensa latina
Vip
Ferramentas
Distribuidor
Monitor
Prêmios
Serviços
Mailing avulso
Job
Facilidades
Saídas
Minha conta