Home Institucional Produtos e Serviços Estatísticas Newsletter Fale Conosco
Central de Atendimento: (11) 3341-2800
Login
Senha
Esqueci minha senha
Leitura de conteúdo
Pautas | TV Cultura | 15/04/2011 10:58:15 | 1181 Acessos
TV Cultura: Grade de Sinopses de 18 a 24 de abril


INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 7h30 – TAMANHO FAMÍLIA (FAIXA TV RÁ TIM BUM) – Dedicado ao papai e à mamãe, o programa traz entrevistas com pediatras, psicólogos, terapeutas familiares, dentistas, entre outros profissionais, sobre os mais variados assuntos ligados à educação e ao bem-estar infantil. Esta atração vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 7h30. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 8h – GRAVIDEZ E MATERNIDADE (FAIXA TV RÁ TIM BUM) – O programa traz, diariamente, depoimentos de médicos especialistas sobre os cuidados que as mulheres devem ter durante a gestação, bem como com os recém-nascidos. Esta atração vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 8h. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 8h05 – 1, 2, 3... AGORA É SUA VEZ (FAIXA TV RÁ TIM BUM) – Para a garotada fazer em casa um monte de brincadeiras e brinquedos legais, o programa que entra a seguir é 1, 2, 3... Agora é a sua vez. Basta preparar a cola, o papel e as mãos para a diversão começar. Esta atração vai ao ar de segunda a sexta, a partir das 8h05. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 8h15 – PEQUENOS CIENTISTAS (FAIXA TV RÁ TIM BUM) – O mundo das ciências está cheio de mistérios e para ajudar a desvendá-los entram em cena dois dinossauros muito simpáticos, a Diná e o Rex. A garotada irá aprender um bocado sobre química e física, entender melhor a natureza e até conhecer as profissões. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 8h25 – SOM NA CAIXA COM DJ CÃO (FAIXA TV RÁ TIM BUM) – A animação em 3D, que tem como protagonista um cachorrinho muito simpático e falador, apresenta os clipes que fazem o maior sucesso entre os personagens do canal infantil. Esta atração vai ao ar de segunda a sexta, a partir das 8h25. Classificação Indicativa: Livre.

ESTREIA - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 12h – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – Parceria da TV Cultura com a cineasta Carla Camurati e a produtora Carla Esmeralda, o novo programa leva para a telinha uma seleção diária super especial dos filmes mais aplaudidos do festival homônimo, de diferentes nacionalidades. Inédita na tevê aberta brasileira, a faixa será apresentada de segunda a sexta-feira, às 12h e às 18h15. O duplo horário de exibição se adequa ao período escolar da maioria das crianças, que estudam de manhã ou à tarde. Já na estreia os pequenos telespectadores assistem o filme Homem Pelicano (Pelikaanimes / Finlândia e Suécia / 2004 / 90 min/ colorido), dirigido por Liisa Helminen. Em pleno verão, através de um belo vôo rasante, um pelicano transformado em homem aterrissa, misteriosamente, em uma praia finlandesa. Levando em conta a própria esperteza, a falta de atenção de alguns adultos e a generosidade de outros, o sr. Pena consegue se integrar à vida humana de um jeito inteligente, curioso e quase natural. Para isso, conta com a ajuda do menino Emil e da menina Elsa. Classificação Indicativa: Livre.


ESTREIA AO VIVO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 14h30 – QUINTAL DA CULTURA – A atração, apresentada ao vivo, é constituída de pequenos esquetes de aproximadamente quatro minutos, que unem a faixa da programação destinada ao público infantil, das 14h30 às 17h30. Ludovico e Doroteia são dois irmãos de cabelos coloridos e muita criatividade na cabeça; Minhoquias é uma minhoca maluca e tagarela; e Quelônio, um sábio jabuti de mais de cem anos. Juntos, eles vivem muitas aventuras, inventam brincadeiras, contam histórias, fazem bagunça e convidam todos os dias a molecada para brincar com eles no Quintal. Classificação Indicativa: Livre.

INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 15h45 – BRINCADEIRAS MUSICAIS (FAIXA QUINTAL DA CULTURA) - O Quintal da Cultura ainda traz o quadro Brincadeiras Musicais, em que Paulo Tatit e Sandra Peres, da dupla Palavra Cantada, trabalham ritmos e coreografias (junto com um grupo de jovens músicos e crianças), utilizando instrumentos, percussão corporal, voz e cantigas de roda. Cada esquete explora um conceito musical de fácil assimilação, que se traduz numa brincadeira para cantar e dançar. Segundo Tatit e Sandra, a Palavra Cantada e a TV Cultura mantêm um namoro desde a década de 90. “Naquela época, produzimos juntos uma série de dez clipes, dentre eles o Rato, que nos popularizou em todas as classes sociais e hoje virou um clássico com milhões de visitações no YouTube. Agora estamos juntos novamente na programação infantil, com o Brincadeiras Musicais, elaborado por nós para a coleção O Livro de Brincadeiras Musicais da Palavra Cantada”, explica Tatit. “Desejamos que as crianças possam ser expostas a formas diferentes de se relacionar com o conteúdo musical”, completa Sandra. Exibição de segunda a sexta, às 15h45. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 16h – O PAPEL DAS HISTÓRIAS (FAIXA QUINTAL DA CULTURA) – Produção da TV Rá Tim Bum, O Papel das Histórias traz as principais fábulas do poeta e fabulista francês La Fontaine. O infantil é apresentado por um personagem velhinho, um contador de histórias, que descreve pequenos contos de maneira bem despojada, no intuito de entreter e passar conhecimento às crianças. Com personagens feitos em papel cartão, o desenho utiliza técnicas de teatro, artes plásticas e televisão para narrar histórias. Exibição de segunda a sexta, às 16h. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 16h15 – AS AVENTURAS DE TOOT & POODLE (FAIXA QUINTAL DA CULTURA) – O desenho narra as peripécias de dois divertidos, curiosos e inseparáveis amigos porquinhos. Toot é aventureiro, adora viajar e encontrar novos desafios em seu caminho, enquanto Poodle é um explorador, que prefere viver aventuras perto de sua casa. Cada episódio com Toot & Poodle é uma oportunidade de expandir as referências de meninos e meninas, não só porque a atração introduz novos povos e lugares, mas também porque mostra outras formas de interagir e de solucionar problemas em grupo. A série aproveita a curiosidade natural da molecada para aguçar o espírito desbravador. Exibição de segunda a sexta, às 16h15. Classificação Indicativa: Livre.

INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 16h45 – TIMMY E SEUS AMIGOS (FAIXA QUINTAL DA CULTURA) – A animação conta a história de um carneirinho esperto e curioso que frequenta uma creche muito especial. É lá que ele aprende a conviver com outros animais e a pensar sobre seus sentimentos. A rotina nunca é a mesma num lugar que reúne tantos filhotes diferentes, ansiosos para conhecer mais sobre a vida e o mundo. Exibição de segunda a sexta, às 16h45. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 17h – TRAÇANDO ARTE (FAIXA QUINTAL DA CULTURA) – Produção da TV Rá Tim Bum, Traçando Arte busca apresentar ao público infantil um pouco da obra e da biografia de grandes pintores brasileiros. Para isso, o programa se vale de dois protagonistas: Trácio e Jean Pierre – traças de personalidades opostas que vivem em um museu. Cada programa contempla um artista diferente, mas com uma estrutura similar: Jean Pierre – uma traça culta e conhecedora de arte – percorre os corredores do museu ao lado de Trácio – uma traça glutona e artisticamente ignorante que tenta comer toda e qualquer tela que aparece pela frente. Para desviá-lo da ideia de devorar as obras, Jean Pierre conta a história do artista responsável e explica sua importância para a arte. A animação conta com a dublagem do chef francês Olivier Anquier (como Jean Pierre) e do ator Nestor Chiesse (como Trácio). Exibição de segunda a sexta, às 17h. Classificação Indicativa: Livre.

INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 17h05 – SID, O CIENSTISTA (FAIXA QUINTAL DA CULTURA) – Produzida por The Jim Henson Company, os criadores de The Muppets e Vila Sésamo, esta animação em 3D relata as aventuras de um garoto de cinco anos, curioso e energético, que está sempre buscando o porquê das coisas. Com os amigos May, Gabriela e Gerald, a professora Susie e seus familiares – pai, mãe, avó e o irmãozinho Zeke – investiga e faz simples experimentos. O desenho utiliza música e humor para estimular o interesse dos pequenos pela Ciência, com ênfase no descobrimento, na atividade, na criatividade e na diversão. Exibição de segunda a sexta, às 17h05. Classificação Indicativa: Livre.

INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 18h15 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – Parceria da TV Cultura com a cineasta Carla Camurati e a produtora Carla Esmeralda, o programa leva para a telinha uma seleção diária super especial dos filmes mais aplaudidos do festival homônimo, de diferentes nacionalidades. Na segunda-feira, às 18h15, os pequenos telespectadores assistem ao filme Ficção Científica (Science Fiction / Bélgica / 2002 / 93 min/ colorido), dirigido por Dany Deprez. Imagine se você descobrir que seus pais são aliens... e agora? Filho de alien, alienzinho é? É isso que deixa o garoto Andreas e todos os seus amigos da escola curiosos e nervosos. Como os pais do menino nunca moram por muito tempo em um país e não contam nada sobre seu trabalho, a turma toda começa a espionar esses estranhos adultos. É assim que começam os mistérios e complicações até que eles descobrem a verdade. Que é surpresa! Classificação Indicativa: Livre.

INÉDITO - SEGUNDA, DIA 18, ÀS 23h45 – CULTURA DOCUMENTÁRIOS - Com apresentação e curadoria do jornalista e crítico Amir Labaki, a faixa Cultura Documentários traz o filme O som mais doce. Alan Berliner é advogado em Columbus, Ohio. Alan Berliner é assistente social em Seattle, Washington. Alan Berliner é um fotógrafo de celebridades em Los Angeles, Califórnia. Cansado de ser confundido com essas pessoas e com quem mais que tenha o mesmo nome, Alan Berliner, o cineasta de Nova York – não confundir com o cineasta belga Alain Berliner – resolveu se livrar da temível Síndrome do Mesmo Nome. Sua solução: convidar todos os Alan Berliners do mundo para jantar na sua casa. Com a intimidade e o humor de um ensaio pessoal, Berliner mergulhou de cabeça no pool de nomes americanos à procura dos tesouros e perigos escondidos em seu próprio nome. Esse filme, que começa com a procura de identidade, lentamente se transforma numa meditação sobre a mortalidade. Ele pergunta para os pais a origem de seu nome, para sua irmã sobre o nome que deu para seus filhos e visita a Jim Smith Society, a National Linda Convention, as ruas de Nova York, memoriais com nomes do Holocausto, o Memorial do Vietnã e a AIDS Quilt. Ele também descobriu novas mudanças de nome surpreendentes em Ellis Island. Por fim, Berliner saiu com uma sensação maior da força e da magia relacionadas com um nome e como nossas identidades inevitavelmente assumem a maneira como nos chamamos. Um filme que os fará pensar duas vezes a respeito do quê, do porquê e do onde contidos em cada nome.
Ficha Técnica
Gênero: Documentário
Título original: The Sweetest Sound
Diretor: Alan Berliner
Ano: 2001
País de origem: EUA
Duração: 55 minutos
Colorido e P&B
Classificação indicativa: Livre


INÉDITO - TERÇA, DIA 19, ÀS 8h15 – SIMÃO E BARTOLOMEU - Simão é um cachorrinho muito simpático que vive à procura de um dono. Ele está sempre acompanhado de seu melhor amigo, o carrapato Bartolomeu. Vida de cachorro pode não ser fácil, porém muito divertida. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - TERÇA, DIA 19, ÀS 12h – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – A garotada confere o desenho Circolina e a grande ratinha (Cirkeline og Verdens mindste superhelt / Dinamarca / 2004 / 80 min/ colorido), dirigido por Jannik Hastrup. Frederico, Igor e Vitor são três ratinhos muito legais, atrapalhados, bem-humorados e que adoram brincar, especialmente com Circolina, uma menina-elfa que é muito amiga deles. Tudo começa por causa de uma viagem de Circolina. Cansada do frio da Dinamarca, ela vai passar as férias na Turquia, onde o sol é tão forte quanto o do Brasil, as praias são lindas. Animados com as notícias do calor, Frederico, Igor e Vitor resolvem ir também, só que atrapalhados como eles são, os ratinhos se perdem de Circolina e têm que embarcar no navio dominado por um rato-pirata muito mal- encarado, fedorento e que detesta crianças, mesmo que elas sejam ratos-crianças. Parceria da TV Cultura com a cineasta Carla Camurati e a produtora Carla Esmeralda, o Festival Internacional de Cinema Infantil leva para a telinha uma seleção diária super especial dos filmes mais aplaudidos do festival homônimo, de diferentes nacionalidades. Classificação Indicativa: Livre.


TERÇA, DIA 19, ÀS 18h15 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – Parceria da TV Cultura com a cineasta Carla Camurati e a produtora Carla Esmeralda, o programa leva para a telinha uma seleção diária super especial dos filmes mais aplaudidos do festival homônimo, de diferentes nacionalidades. Desta vez, os pequenos assistem ao filme A profecia dos sapos (La prophétie des grenouilles / França / 2003 / 90 min/ colorido), dirigido por Jacques Rémy Girerd. Quarenta dias e quarenta noites de chuva – o mundo já encarou um dilúvio desses e, agora, está acontecendo tudo de novo. Os sapos que profetizaram a catástrofe iminente tentam alertar os humanos, e dois adultos e duas crianças procuram abrigo em um celeiro enorme, uma espécie de Arca de Noé improvisada. Nessa inacreditável casa flutuante eles reúnem os animais da fazenda e os bichos do zoológico da vizinhança. O mundo é inundado e tudo que eles têm para comer são 28 toneladas de batatas. Animais carnívoros e herbívoros precisam viver em paz para sobreviver. Como? A aventura tem início! Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO – TERÇA, DIA 19, ÀS 23h15 – PROVOCAÇÕES – No Dia do Índio, Antônio Abujamra entrevista a fotógrafa Claudia Andujar, que a convite da Revista Realidade viajou a trabalho para Maturacá, com a ressalva de não poder fotografar os índios. “Eu achei um pouco estranho”, confessa. “Até 1975, quando começaram a construir a Perimetral Norte eu vi todo esse desastre que estava acontecendo lá”, revela, quando cita o contato dos índios com o homem branco e as doenças trazidas às tribos por ele. Trabalhando lado a lado com os indígenas, após passar mais de cinco anos registrando os trabalhos da Perimetral Norte, Cláudia desabafa: “fui acompanhar os Yanomamis para lugares onde eles me chamaram; queriam justamente ajuda, apoio, salvá-los. Então, de repente, a FUNAI decidiu que eu estou lá para denunciar a ditadura”, e com isso acaba expulsa do território onde trabalhava. Anos mais tarde, retorna junto dos Yanomamis para promover um trabalho de saúde: “eu acompanhei dois médicos e a gente andou de aldeia em aldeia para ver o estado de saúde deles, vacinar e tudo isso. E lá, eu que já era fotógrafa, me solicitaram de colocar números no pescoço deles para poder fazer fichas de saúde. Assim que nasceu o trabalho que eu chamo de Marcados”. Dentre outros assuntos, Cláudia fala ainda sobre as crenças de início e fim do mundo e aprofunda um pouco mais nos rituais funerários dos Yanomamis. “Depois que eu morrer, [...] meu corpo seja levado lá nos Yanomamis e que eles façam o ritual mortuário para mim”. Classificação indicativa: 16 anos.

TERÇA, DIA 19, ÀS 23h45 –. CULTURA DOCUMENTÁRIOS - Com apresentação do jornalista e crítico de cinema Amir Labaki, a faixa Cultura Documentários exibe o longa Vaidade, sobre revendedoras de cosméticos na Amazônia. A pé, de bicicleta ou de barco, centenas de mulheres ganham o seu sustento vendendo cosméticos. Seja usando produtos industrializados ou fórmulas caseiras, o desejo de ser atraente está presente até nos lugares mais remotos do Brasil. Dirigido por Fabiano Maciel, o filme recebeu o prêmio Petrobras de roteiro, em 2001, e menção honrosa da TV Cultura no Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, em 2002. A versão longa com 52 minutos ainda foi agraciada pelo Brasil Documenta.
Ficha Técnica
Gênero: Documentário
Título original: Vaidade
Diretor: Fabiano Maciel
Ano: 2003
País de origem: Brasil
Duração: 55 minutos
Colorido
Classificação indicativa: Livre


INÉDITO - QUARTA, DIA 20, ÀS 8h15 – ÁLBUM DA NATUREZA / OS ECOTURISTINHAS (FAIXA TV RÁ TIM BUM) - O Álbum da Natureza é uma série da TV Rá Tim Bum e do Instituto Chico Mendes que mostra muitas imagens da fauna brasileira. Serão apresentados bichinhos incríveis, como a ararinha azul e o macaco prego (Cebus Flavius), que foi redescoberto depois de 360 anos. Já no desenho Os Ecoturistinhas, Zequinha é um menino com muita imaginação. Ele aproveita as aulas para viajar nos cenários criados pela sua professora de Educação Ambiental. Juntos, esses dois vivem grandes aventuras pela fauna e flora brasileira. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - QUARTA, DIA 20, ÀS 18h15 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – Parceria da TV Cultura com a cineasta Carla Camurati e a produtora Carla Esmeralda, o programa leva para a telinha uma seleção diária super especial dos filmes mais aplaudidos do festival homônimo, de diferentes nacionalidades. Nesta edição as crianças assistem ao filme O ladrão Hotzenplotz (Der Räuber Hotzenplotz / Alemanha / 2005 / 94 min/ colorido), dirigido por Gernot Roll. Hotzenplotz é um famoso ladrão que só rouba aquilo que gosta. Se ele não tivesse roubado o moedor de café da vovó, os meninos Kasperl e Seppel não precisariam se arriscar; o policial Dimpfilmosir nunca teria conhecido a vidente e o seu crocodog Wasti (um cachorro transformado em crocodilo); e a bela fada Amarílis teria continuado a sofrer, transformada em um sapo pegajoso. Classificação Indicativa: Livre.

INÉDITO - QUARTA, DIA 20, ÀS 22h – MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA NA CULTURA - Leon Cakoff e Renata de Almeida recebem a jornalista Teté Ribeiro, colabora do jornal Folha de S. Paulo e autora de vários livros, para comentar sobre o filme Eu, Você e Todos Nós. Ambientando num subúrbio de Los Angeles, acompanha a trajetória de Richard, interpretado por John Hawkes, um vendedor de calçados que vive a separação em seu casamento e se vê às voltas com a criação dos filhos. Em seu caminho aparece a solitária Christine, interpretada por Miranda July - que também dirige o longa -, uma artista performática que usa sua arte como forma de aproximação com as pessoas ao seu redor.
Ficha Técnica
Gênero: Drama / Comédia
Título original: Me and You and Everyone We Know
Diretor: Miranda July
Ano: 2005
País de origem: EUA e Inglaterra
Duração: 91 minutos
Elenco: John Hawkes, Miranda July, Miles Thompson, Brandon Ratcliff, Carlie Westerman, Hector Elias, Brad William Henke, Natasha Slayton, Najarra Townsend, Tracy Wright, JoNell Kennedy, Ellen Geer, Colette Kilroy, James Kayten, Amy French.
Colorido
Classificação indicativa: 16 anos
Prêmios: *2005 - Cannes Film Festival - Critics Week Grand Prize (Miranda July) // Golden Camera (Miranda July) // Prix Regards Jeune - Melhor filme (Miranda July) // Prêmio da Crítica Jovem - Melhor filme (Miranda July)
*2006 - Chicago Film Critics Association Awards - Intérprete promissora (Miranda July)
*2006 - Chlotrudis Awards - Melhor roteiro original (Miranda July) // Melhor elenco
*2005 - Dallas-Fort Worth Film Critics Association Awards - Russell Smith Award (Miranda July)
*2005 - Independent Spirit Awards - Producers Award (Gina Kwon)
*2005 - Newport International Film Festival - Prêmio da audiência - Melhor filme (Miranda July) // Prêmio do júri - Melhor direção (Miranda July)
*2005 - Philadelphia Film Festival - Melhor filme de estreia (Miranda July)
*2005 - San Francisco International Film Festival - Prêmio da audiência - Melhor narrativa (Miranda July) // SKYY Prize (Miranda July)
*2005 - Skip City International D-Cinema Festival - Melhor filme (Miranda July)
*2005 - Stockholm Film Festival - Melhor filme de estreia (Miranda July)
*2005 - Sundance Film Festival - Prêmio do júri especial - Melhor dramaticidade (Miranda July)


INÉDITO - QUARTA, DIA 20, ÀS 23h30 – CULTURA DOCUMENTÁRIOS - Com apresentação e curadoria do jornalista e crítico Amir Labaki, a faixa Cultura Documentários traz o longa Kafka vai ao cinema. O filme abre com duas visitas sucessivas que formam sua base: à biblioteca Bodleian em Oxford, que guarda quase toda a correspondência de Kafka, e à Cinemateca francesa, onde o nascimento do cinema é meticulosamente preservado. Até a 1ª Guerra Mundial, a sétima arte era considerada por muitos intelectuais um mero espetáculo secundário, um entretenimento incapaz da mais leve invenção artística. Kafka foi um dos poucos que entendeu imediatamente sua força extraordinária. Enquanto os primeiros espectadores experimentaram uma reação de pânico diante do trem que entrava na estação em La Ciotat, o autor de Na Colônia Penal referia-se com humor a essa fascinante “iluminação de um cadáver” que era, no seu ponto de vista, a presença de um ser humano na tela. Começando com as imagens nervosas dos primeiros filmes e os cartões-postais ou cartas nas quais Kafka anotou suas impressões ao deixar os auditórios escuros, Hanns Zischler segue a pista do escritor, fazendo-o viver aventuras noturnas emocionantes de uma formas inspirada e cinematográfica.
Ficha Técnica
Gênero: Documentário
Título original: Kafka va au cinéma
Diretor: Hanns Zischler
Ano: 2002
País de origem: Alemanha e França
Duração: 52 minutos
Colorido
Classificação indicativa: Livre

 

INÉDITO - QUINTA, DIA 21, ÀS 8h15 – O QUE VOU SER QUANDO CRESCER (FAIXA TV RÁ TIM BUM) – Júnior e a Fefê são duas crianças muito fofinhas e vão apresentar as profissões mais legais do mundo. Classificação Indicativa: Livre.


QUINTA, DIA 21, ÀS 12h – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – A profecia dos sapos (La prophétie des grenouilles / França / 2003 / 90 min/ colorido), dirigido por Jacques Rémy Girerd. Quarenta dias e quarenta noites de chuva – o mundo já encarou um dilúvio desses e, agora, está acontecendo tudo de novo. Os sapos que profetizaram a catástrofe iminente tentam alertar os humanos, e dois adultos e duas crianças procuram abrigo em um celeiro enorme, uma espécie de Arca de Noé improvisada. Nessa inacreditável casa flutuante eles reúnem os animais da fazenda e os bichos do zoológico da vizinhança. O mundo é inundado e tudo que eles têm para comer são 28 toneladas de batatas. Animais carnívoros e herbívoros precisam viver em paz para sobreviver. Como? A aventura tem início! Classificação Indicativa: Livre.


QUINTA, DIA 21, ÀS 18h15 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – O desenho Circolina e a grande ratinha (Cirkeline og Verdens mindste superhelt / Dinamarca / 2004 / 80 min/ colorido) é dirigido por Jannik Hastrup. Frederico, Igor e Vitor são três ratinhos muito legais, atrapalhados, bem-humorados e que adoram brincar, especialmente com Circolina, uma menina-elfa que é muito amiga deles. Tudo começa por causa de uma viagem de Circolina. Cansada do frio da Dinamarca, ela vai passar as férias na Turquia, onde o sol é tão forte quanto o do Brasil, as praias são lindas. Animados com as notícias do calor, Frederico, Igor e Vitor resolvem ir também, só que atrapalhados como eles são, os ratinhos se perdem de Circolina e têm que embarcar no navio dominado por um rato-pirata muito mal- encarado, fedorento e que detesta crianças, mesmo que elas sejam ratos-crianças. Parceria da TV Cultura com a cineasta Carla Camurati e a produtora Carla Esmeralda, o Festival Internacional de Cinema Infantil leva para a telinha uma seleção diária super especial dos filmes mais aplaudidos do festival homônimo, de diferentes nacionalidades. Classificação Indicativa: Livre.

 

INÉDITO - QUINTA, DIA 21, ÀS 23h45 – CULTURA DOCUMENTÁRIOS - Com apresentação e curadoria do jornalista e crítico Amir Labaki, a faixa Cultura Documentários traz o longa Por trás do arco-íris. O poder devorará um sonho? O filme explora a transição do Congresso Nacional Africano, de uma organização de libertação, para o partido no poder da África do Sul, através da evolução da relação entre dois chefes, Thabo Mbeki e Jacob Zuma. Exilados durante o Apartheid, eles eram companheiros de armas e sob Mandela trabalharam lealmente para construir um estado não-racial. Eles são agora rivais empedernidos. Seu duelo ameaça dividir o CNA e o país, enquanto que os pobres esperam avidamente uma mudança e a elite disputa o butim da vitória. Por trás do Arco-íris apresenta entrevistas–chaves com os dirigentes atuais e antigos do CNA, inclusive Jacob Zuma, Kgalema Motlanthe, Pallo Jordan, Thabo Mbeki e Terror Lekota.
Ficha Técnica
Gênero: Documentário
Título original: Behind the Rainbow
Diretor: Jihan El-Tahri
Ano: 2008
País de origem: África do Sul, França e Egito
Duração: 120 minutos
Colorido
Classificação indicativa: Livre


INÉDITO - SEXTA, DIA 22, ÀS 8h15 – KIARA E OS LUMINITOS / OS CAÇA LIVROS (FAIXA TV RÁ TIM BUM) – A faixa TV Rá Tim Bum exibe os desenhos Kiara e os Luminitos e Os Caça Livros. Na primeira animação, Kiara, seus pais e a gatinha Íris viviam na Terra até que a poluição tomou conta do planeta. Eles embarcaram em uma nave espacial à procura de um mundo melhor e chegaram ao planeta Lumino. Lá, conheceram os Luminitos. Agora, Kiara terá que vencer a timidez para conquistar a amizade de seus novos vizinhos. Em Os Caça Livros, Bernardo, Carol e Biel adoram ler. Para não perder o hábito da leitura, eles vão viver arriscadas aventuras para impedir que o Dr. Traça destrua todos os livros das bibliotecas. Será preciso muito espírito de equipe e esperteza para que as crianças consigam driblar a fome desse vilão. Classificação Indicativa: Livre.


SEXTA, DIA 22, ÀS 12h – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – O filme O ladrão Hotzenplotz (Der Räuber Hotzenplotz / Alemanha / 2005 / 94 min/ colorido) é dirigido por Gernot Roll. Hotzenplotz é um famoso ladrão que só rouba aquilo que gosta. Se ele não tivesse roubado o moedor de café da vovó, os meninos Kasperl e Seppel não precisariam se arriscar; o policial Dimpfilmosir nunca teria conhecido a vidente e o seu crocodog Wasti (um cachorro transformado em crocodilo); e a bela fada Amarílis teria continuado a sofrer, transformada em um sapo pegajoso. Classificação Indicativa: Livre.

 

SEXTA, DIA 22, ÀS 18h15 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – O filme Homem Pelicano (Pelikaanimes / Finlândia e Suécia / 2004 / 90 min/ colorido) é dirigido por Liisa Helminen. Em pleno verão, através de um belo vôo rasante, um pelicano transformado em homem aterrissa, misteriosamente, em uma praia finlandesa. Levando em conta a própria esperteza, a falta de atenção de alguns adultos e a generosidade de outros, o sr. Pena consegue se integrar à vida humana de um jeito inteligente, curioso e quase natural. Para isso, conta com a ajuda do menino Emil e da menina Elsa. Classificação Indicativa: Livre.


INÉDITO - SEXTA, DIA 22, ÀS 22h15 – MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA NA CULTURA - Leon Cakoff e Renata de Almeida recebem o jornalista Ubiratan Brasil, editor do Caderno 2 do jornal O Estado de S. Paulo, para comentar sobre o filme Pingue-Pongue da Mongólia. Nas estepes da Mongólia Interior, Província chinesa que faz divisa com a Mongólia, o menino Bilike, filho de nômades, encontra uma bola de pingue-pongue que vem boiando pelo rio. Ele não sabe o que é aquilo. Intrigado, sai em busca de uma resposta. Consulta a avó xamã. Quer saber se a bola foi enviada pelos espíritos do rio, se é uma pérola inchada. Mostra aos colegas. Ninguém nunca viu nada parecido.
Ficha Técnica
Gênero: Drama / Comédia
Título original: Lü cao di
Diretor: Hao Ning
Ano: 2005
País de origem: China
Duração: 102 minutos
Elenco: Hurichabilike, Geliban, Badema, Yidexinnaribu
Colorido
Classificação indicativa: Livre
Prêmios: *2005 - Shanghai International Film Festival - Prêmio Talento Asiático *Prêmio da audiência (Hao Ning)
*2005 - Valladolid International Film Festival - Melhor direção de fotografia (Jie Du)

INÉDITO - SEXTA, DIA 22, À 0h00 – CULTURA DOCUMENTÁRIOS - Com apresentação e curadoria do jornalista e crítico Amir Labaki, a faixa Cultura Documentários traz o longa Cuba, uma odisséia africana (1ª parte). Na África, no início dos anos 60, quatro adversários com interesses conflitantes se defrontam: os soviéticos querem estender sua influência, os Estados Unidos pretendem se apropriar das riquezas naturais do continente, os impérios antigos procuram reanimar seu poder colonial vacilante e as nações jovens defendem sua nova independência, armados com um ideal: internacionalismo. Africanos revolucionários como Patrice Lumumba. Amicar Cabral ou Agostinho Neto chamam guerrilheiros cubanos para ajudar em sua luta. E os homens de Fidel Castro vão desempenhar um papel central no continente depois da epopeia tragicômica de Che Guevara no Congo até o triunfo da batalha de Cuito Cuanavale em Angola. De 1961 a 1969, da campanha de Che Guevara no Congo à batalha angolana de Cuito Cuanavale, esse filme, em forma de epopeia, arquivos e entrevistas, revela um episódio importante do combate leste-oeste para ocupar posições estratégicas e controlar matérias-primas e fontes de energia, cujas repercussões explicam a África de hoje.
Ficha Técnica
Gênero: Documentário
Título original: Cuba, une odyssée africaine
Diretor: Jihan El-Tahri
Ano: 2007
País de origem: França
Duração: 59 minutos
Colorido e P&B
Classificação indicativa: 14 anos


INÉDITO - SÁBADO, DIA 23, ÀS 7h30 – SAÚDE BRASIL – ESCLEROSE TUBEROSA – Pouca gente ouviu falar sobre Esclerose Tuberose. É uma desordem genética, capaz de produzir tumores em vários órgãos do nosso organismo: cérebro, pulmão, rim, pele, olhos, coração. Não tratada pode evoluir para quadros graves como insuficiência renal, hipertensão intracraniana, deficiência mental, comprometer a fala, a locomoção, e inclusive levar à morte. No Brasil estima-se que tenhamos cerca de 30 mil portadores da doença. E o diagnóstico costuma ser tardio, em função da falta de informação das pessoas. A ciência, felizmente, descobriu que há dois genes envolvidos (localizados nos cromossomos 9 e 16) e que há relação com um regulador denominado M-Thor, associado às substâncias hamartina e tuberina, que são proteínas que funcionam como um complexo denominado TSC1.TSC2 que tem a função de inibir a proliferação celular. E a falta dessas substâncias leva a uma disfunção e consequente formação de tumores. Para o diagnóstico, o histórico do paciente é fundamental, além de alguns exames que o médico pode solicitar, como de imagem do cérebro, fundo de olho, tomografia também de rins e pulmão, exames cardiológicos, entre outros. Classificação Indicativa: Livre.

INÉDITO - SÁBADO, DIA 23, ÀS 9h30 – EDUCAÇÃO FINANCEIRA 2011 – O programa, uma co-produção da TV Cultura com a BMF&Bovespa, apresentado por Denise Chahestian, enfoca o tema Dia das Mães & Presentes. Classificação indicativa: Livre.

INÉDITO - SÁBADO, DIA 23, ÀS 10h – BOB, O CONSTRUTOR - Enquanto criam soluções para fazer os trabalhos da melhor forma possível, Bob e sua equipe demonstram o poder do pensamento otimista para a solução de problemas, o trabalho em grupo e a liderança. Do começo ao fim, eles mostram que a diversão está mesmo em construir. A garotada irá acompanhar quatro historinhas muito divertidas a cada edição. A série foi exibida pela primeira vez na Grã-Bretanha, em 1999, e atualmente é levada ao ar em 240 territórios, traduzida para 45 idiomas. Classificação indicativa: Livre.


ESTREIA - SÁBADO, DIA 23, ÀS 11h30 – ANIMATV – Os desenhos animados Tromba Trem e Carrapatos e Catapultas estreiam dia 23 de abril (sábado), após serem selecionadas entre quase 300 produções brasileiras vindas de várias regiões do país e escolhidas num rol de 17 finalistas do projeto ANIMATV. Tromba Trem acompanha a viagem de uma tamanduá hiperativa, um elefante indiano e uma colônia de cupins paranóicos rumo à América Latina, a bordo de um trem a vapor. A série segue um formato de road movie e aposta no potencial de situações divertidas e curiosas que podem acontecer quando três personagens totalmente diferentes precisam colaborar para resolver as questões que encontram pelo caminho. Dirigido pelo carioca Zé Brandão, conta com produção do Copa Estúdio. Carrapatos e Catapultas, produzido pela Zoom Elefante e dirigido pelo paranaense Almir Correia, mostra carrapatos de outra galáxia que adoram se catapultar e sugar coisas até explodirem, para irem morar no “Mundo dos Carrapatos Fantasmas”. As séries, que têm 13 episódios de 12 minutos de duração cada, serão exibidas aos sábados, das 11h30 às 12h. Classificação indicativa: Livre.


INÉDITO - SÁBADO, DIA 23, ÀS 12h – TEATRO RÁ TIM BUM - A peça Com o Rei na Barriga, gravada em HD, é inspirada em histórias populares de vários países. Em uma delas, o rei pretende transformar um mosteiro em seu castelo de verão e propõe um debate público. Seu ministro do social enfrenta um monge jardineiro num confronto sem palavras. Dependendo do resultado desse debate, os monges ficam ou deixam o mosteiro para sempre. Na outra narrativa adaptada do conto árabe A Moça Inteligente, o príncipe, que não quer casar, decreta que só fará a vontade do rei se aparecer uma noiva tão ou mais inteligente que ele. Assim surge uma esperta camponesa que aceita o desafio do príncipe e entra num jogo de charadas, o teste da sua inteligência. Classificação indicativa: Livre.


SÁBADO, DIA 23, ÀS 16h – CLÁSSICOS – O programa Clássicos, apresentado por Estela Ribeiro, traz um concerto da 41ª Edição do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão. Gravação exclusiva realizada no mês de julho no Auditório Cláudio Santoro, em Campos do Jordão. No palco, o novíssimo grupo de música contemporânea Camerata Aberta, formado por 16 instrumentistas de altíssimo nível e também professores da Tom Jobim – Escola de Música do Estado de São Paulo. No repertório, A história do soldado, de um dos compositores de maior significação na primeira metade do séc. XX, o russo Igor Stravinsky (1882-1971), e Sinfonia n° 2 em mi menor, opus 27, do também russo e um dos últimos grandes expoentes do estilo romântico na música clássica européia, Sergei Rachmaninov (1873-1943). Classificação indicativa: Livre.

SÁBADO, DIA 23, ÀS 23h – CINE BRASIL – O filme Lost Zweig, dirigido por Sylvio Back, será exibido no Cine Brasil. A última semana de vida do escritor judeu-austríaco Stefan Zweig, autor do famoso livro Brasil, País do Futuro, e de sua jovem esposa Lotte. O casal, num pacto cercado de mistério, se suicida em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, logo após o carnaval de 1942.
Ficha Técnica
Gênero: Drama
Título original: Lost Zweig
Diretor: Sylvio Back
Ano: 2004
País de origem: Brasil
Duração: 115 minutos
Elenco: Rüdiger Vogler, Ruth Rieser, Renato Borghi, Ney Piacentini, Cláudia Neto, Kiko Mascarenhas, Kátia Bronstein, Denise Weinberg, Juan Alba , entre outros
Colorido
Classificação indicativa: 12 anos

INÉDITO – DOMINGO, DIA 24, ÀS 9h – VIOLA, MINHA VIOLA – O programa Viola, Minha Viola, apresentado por Inezita Barroso, recebe o violeiro, cantor e compositor Pereira da Viola. Nasceu em São Julião, pequena comunidade rural do Vale do Mucuri, norte de Minas Gerais. Em seus 17 anos de carreira, Pereira lançou quatro CD´s: Terra Boa, Tawanará, Viola Cósmica e Viola Ética. Em 1982, influenciado pelas obras de artistas como Dércio Marques, Rubinho do Vale, Titane e Milton Nascimento, passou a compor músicas que retratavam sua história. Foi com o folião Valdão que ele aprendeu a tocar a viola, utilizando, simultaneamente, o tampo para percussão, o que deu origem a suas famosas batidas de contra-dança, batuques e voltados-inteiro. Foi na capital paulista que Inezita Barroso conheceu o trabalho de Pereira e, imediatamente, o convidou a dar uma entrevista no programa Mutirão, na Rádio USP-SP. Logo em seguida, os dois já dividiam um show no Teatro Popular do Sesi – SP. Também sobem ao palco para abrilhantar ainda mais a noite do Viola as duplas Magiano e Magianinho, Jorge e José, Mococa e Paraíso. Classificação indicativa: Livre.

DOMINGO, DIA 24, ÀS 11h15 – MESTRES DO RISO – FESTIVAL MAZZAROPI – Nesta edição será exibido o filme Chico fumaça. História de um homem que teve oportunidade de salvar um trem de descarrilamento iminente, colocando em risco a própria vida. Vira herói nacional, candidato a político e é entretido por lindas garotas, na recepção que está sendo preparada para ele na cidade. No interior, era um caipira ingênuo e simplório, que passava as tardes assistindo à passagem dos trens. Depois, passou a ser figura das mais importantes, um autêntico Barba Azul, esquecendo a pobre e simpática professora, por quem estava apaixonado.
Ficha Técnica
Gênero: Comédia
Título original: Chico fumaça
Diretor: Victor Lima
Ano: 1958
País de origem: Brasil
Duração: 81 minutos
Elenco: Amácio Mazzaropi, Nancy Montez, Carlos Tovar, Wilson Grey, Celeneh Costa, Roberto Duval, Grace Moema, Joyce Oliveira, Arnaldo Montel, Suzi Kirby, Grijó Sobrinho, Domingos Terras, Cazarré Filho, Carlos Costa, Amadeo Celestino.
P&B
Classificação indicativa: 10 anos


INÉDITO – DOMINGO, DIA 24, ÀS 13h30 – TEATRO RÁ TIM BUM - A história conta as confusões de Espoleta (HD), um criado esperto que vive fazendo tramóias e armando encontros. Seu patrão é um Barão desafinado que vive com sua família num velho castelo. Ele sonha em ser cantor de ópera e quem trabalha duro para ensiná-lo a cantar é a filha da cozinheira. É véspera da Lua de São Pastelão e a tradição manda comer porpeta de peru. Espoleta é incumbido de comprar um peru na feira, mas acaba gastando as moedas com um circo-teatro da Família Solemar. Espoleta convida a família Solemar para ir até o castelo encenar uma ópera com a família do barão. O barão nem imagina que artistas circenses são os convidados de Espoleta. Essa narração divertida e emocionante vai encantar crianças e adultos. Classificação indicativa: Livre.

 

DOMINGO, DIA 24, ÀS 14h30 – ALMANAQUE BRASIL – Em formato de revista de variedades e bem ao estilo dos conhecidos almanaques, a atração é apresentada pela cantora Luciana Mello, com apoio do ator Robson Nunes, que faz dinâmicas aparições interpretando o personagem Almanaquias. Idealizado pela equipe do artista gráfico Elifas Andreato, em parceria com a TV Cultura, o Almanaque Brasil é uma realização da TV Brasil e trabalha com uma gama enorme de assuntos ligados à cultura brasileira, em linguagem ágil, leve e divertida. Usando recursos de animação para apresentar alguns quadros, a atração traz entrevistas, curiosidades, saberes do povo, ciência, história e brincadeiras. Nesta edição, o Almanaque apresenta o episódio Invenções brasileiras. Classificação indicativa: Livre.


DOMINGO, DIA 24, ÀS 16h – CLÁSSICOS – O programa apresenta o concerto da violoncelista argentina Sol Gabetta ao lado da Orquestra de Câmara de Basel. Gravado na sala São Paulo, o concerto que aconteceu no dia 31 de maio tem como atração especial a violoncelista premiada com o Diapason D’Or, Sol Gabetta. Ela se apresenta como convidada da Orquestra de Câmara de Basel, considerada uma das formações de camerísticas mais populares do velho continente. No repertório estão as Danças Populares Romenas e o Divertimento para Orquestra de Cordas, de Bela Bartók, Concerto para Violoncelo e Orquestra em Ré maior, de Leopold Hofmann, e o Concerto para Violoncelo e orquestra nº1 de Joseph Haydn. Clássicos tem apresentação da jornalista Estela Ribeiro. Classificação indicativa: Livre.

 

INÉDITO - DOMINGO, DIA 24, ÀS 18h30 – PLANETA TERRA – O PODEROSO MISSISSIPI – PARTE 2: OS DOIS RIOS - Em St. Louis há um arco de 192 metros de altura – um portal simbólico para o oeste, mas a cidade em si é um verdadeiro portal. St. Louis desempenhou um papel fundamental na colonização do oeste. Há dois rios importantes na cidade, o que significa que a partir daqui a jornada se divide – uma parte vai para o oeste, ao longo do Missouri, e a outra vai para o norte, em direção a nascente do próprio Ol’ Man River. No entanto, essa não foi a primeira cidade importante a prosperar ao longo desses dois rios poderosos. Outra grande civilização floresceu aqui – chamada mississipiana –, que desabrochou e morreu séculos antes de Colombo pisar nas praias do Novo Mundo. Classificação indicativa: Livre.


INÉDITO ¬– DOMINGO, DIA 24, ÀS 19h30 – AUTOR POR AUTOR ¬– Produzido em HD, com cenário virtual, programa da série Autor por Autor presta homenagem ao poeta, ensaísta, professor e tradutor brasileiro Décio Pignatari. A atração conta com a participação dos atores Pascoal da Conceição e Celso Frateschi. Traçar perfis de grandes nomes da literatura, em programas de 52 minutos, aproximando o público dos mais importantes autores contemporâneos brasileiros é o conceito de Autor por Autor, série co-produzida pela TV Cultura e SescTV.


DOMINGO, DIA 24, ÀS 20h30 – CULTURA DOCUMENTÁRIOS ¬– Com apresentação do jornalista e crítico de cinema Amir Labaki, a faixa Cultura Documentários traz o filme Robert Capa: no amor e na guerra. Grande documentarista da guerra, Capa fotografou cinco conflitos épicos em três continentes, nos 40 curtos anos de sua vida. Era um pacifista que andou em tanques, desviou-se de balas e marchou nas linhas de frente. Ele migrou dos cafés esquerdistas da Europa Oriental para Hollywood no seu apogeu. Foi o único fotógrafo que estava com a primeira onda de soldados no desembarque na Normandia, no Dia-D. Jogou pôquer com Ernest Hemingway, fotografou Pablo Picasso e teve um romance com Ingrid Bergman. Foi um dos fundadores da pioneira Agência Magnum de Fotografia. Viveu uma vida movimentada e alegre, contribuindo para seu próprio mito. Filmes de arquivo mesclados com fotografias e vídeos originais de recreação iluminam as palavras e evocam a realidade – às vezes dura, às vezes romântica, sempre autênticas, dos colegas e amigos de Capa. Henri Cartier-Bresson, Françoise Gilot, Milt Wolfe, Elliot Erwitt, Hiroji Kubota, Micha Bar-Am e Eva Besnyö – amiga de infância, que o ensinou a usar uma câmera quando ainda eram jovens expatriados – estão entre os que contam suas histórias para a câmera.
Ficha Técnica
Título original: Robert Capa: In Love and War
Diretor: Anne Makepeace
Ano: 2003
País de origem: EUA
Duração: 53 minutos
Colorido
Classificação indicativa: Livre


DOMINGO, DIA 24, ÀS 22h – CAFÉ FILOSÓFICO – O antropólogo Eduardo Viveiros de Castro profere a palestra A morte como ritual, nesta edição do Café Filosófico. Este programa fala sobre uma experiência recorrente nos mundos indígenas: o perigoso encontro com espíritos na floresta, quando se está sozinho. As verdadeiras mortes por acidente espiritual são raras. Nos encontros com espíritos na mata, quase sempre nada acontece; mas sempre algo quase acontece, e que é propriamente a experiência do sobrenatural. O sobrenatural não é o imaginário, não é o que acontece em outro mundo; o sobrenatural é aquilo que quase-acontece em nosso mundo, ou melhor, ao nosso mundo, transformando-o em um quase-outro mundo. Quase-acontecer é um modo específico de acontecer: nem qualidade nem quantidade, mas quasidade. Não se trata de uma categoria psicológica, mas ontológica: a intensidade ou virtualidade puras. O que exatamente acontece, quando algo quase acontece? O quase-acontecer: a repetição do que não terá acontecido?Por outra: todo quase-acontecer teria sempre a forma de um quase-morrer? “Quase morri…” – essas são as histórias que valem a pena contar. O quase que permite a narrativa do quase. Nesse sentido, o quase-acontecer seria ao mesmo tempo um quase-parar de acontecer – a morte, o fim da narrativa. Classificação indicativa: 14 anos.


INÉDITO – DOMINGO, DIA 24, ÀS 23h – ENSAIO – Fernando Faro recebe o cantor, compositor e músico Edgard Scandurra. Durante a conversa, ele lembra da presença da música em sua infância e conta que começou a tocar violão muito cedo. Lembra do primeiro que ganhou e toca um trecho de uma música da Jovem Guarda que gostava de ouvir. Aos 15 anos liderou a banda de punk-rock Subúrbio, que mais tarde virou o Ira!. Scandurra também fez parte do Ultraje a Rigor, e conta que tocava com diversas outras bandas: foi baterista da Mercenárias, referência no punk-rock underground brasileiro, e gravou dois discos com o grupo Smack. No meio disso tudo, recorda da época que serviu ao Exército. Conta que foi um período em que sofreu bastante, mas que deixou saudades. Em 1990, gravou o primeiro disco solo, Amigos Invisíveis, do qual toca a música Amor em BD. Em 1996 saiu o segundo álbum, Benzina. Nessa época, Scandurra estava bem próximo da música eletrônica, que percorre todas as faixas do disco. Sobre o Ira!, grupo que durou quase 25 anos, fala sobre sua saída da banda e lembra alguns sucessos, como Flores em Você, Cavalos Selvagens e Tolices, música que, no programa, tem a participação de Bárbara Eugênia. Ela também divide os vocais com Scandurra na música Culto de Amor. No repertório estão A dança do soldado, Abraços e Brigas, Eu estava lá, Não precisa me amar, e Sapo-boi, música composta para o projeto Pequeno Cidadão. Classificação indicativa: 16 anos.


DOMINGO, DIA 17, À 0h – DOCTV CPLP – DOCTV CPLP – A série DOCTV CPLP apresenta o documentário Uma Lulik, dirigido por Victor de Sousa Pereira. Esta é a história de uma casa sagrada (uma lulik) do Timor, vivida e contada por um timorense. É o cordão umbilical entre passado e presente. Para os vivos, uma reserva de memória e sabedoria antiga; para os mortos, o local onde o tempo não passa e a história se renova. Classificação indicativa: Livre.
Ficha Técnica
Título original: Uma Lulik
Diretor: Victor de Sousa Pereira
Ano: 2010
País de origem: Timor-Leste
Duração: 52 minutos
Colorido
Classificação indicativa: Livre
 

Compartilhar
Sala de imprensa TV Cultura
Empresa FUNDAÇÃO PADRE ANCHIETA CENTRO PAULISTA RÁDIO E TV EDUCATIVA
Contato Alexani Barbosa
E-mail alebarbosa@tvcultura.com.br Fone (11) 21823282
Editoria (s) TV e Rádio, Variedades
"A Maxpress publica pautas e notas de clientes a quem cabe toda e qualquer responsabilidade pelas informações nelas contidas, e pelos direitos eventuais de autoria e de imagem."
FINALISTA PROMOVIDO CULTURAL PRÊMIO Pró-Livro Sábios
CAIXA INSÔNIA RECIFE CULTURA revolucionários IPL
IDOSOS INSTITUTO JOVENS ABERTA Espantaxim Toz
busca avançada
Banner Jornal da Usp
MAXPRESS
MAXETRON
Serviços de Tecnologia
e Informações LTDA
Copyright© 2010 Maxetron.
Todos os direitos reservados.
All rights reserved
Política de Privacidade
Portal Maxpress
Grupos editoriais
Arte e Lazer
Feminino e Masculino
Ciência e Ambiente
Geral
Comunicação
Nacional e Mundo
Economia e Finanças
Saúde
Empresas
Transportes
Esportes
Turismo
Portais
Institucional
Produtos e Serviços
Anúncio de banner
Contato
Fale conosco
MaxPR
Públicos
Imprensa Brasil
Corporativo
Governo Brasil
Imprensa latina
Vip
Ferramentas
Distribuidor
Monitor
Prêmios
Serviços
Mailing avulso
Job
Facilidades
Saídas
Minha conta