Home Institucional Produtos e Serviços Estatísticas Newsletter Fale Conosco
Central de Atendimento: (11) 3341-2800
Login
Senha
Esqueci minha senha
Leitura de conteúdo
Pautas | Toda Comunicação | 18/08/2011 11:29:19 | 897 Acessos
Boca é feita para comer e não para respirar
Respiração bucal prejudica o desenvolvimento de crianças e causa consequências que afetam a saúde e se estendem para a vida adulta.

Segundo estimativas do Ministério da Saúde, pelo menos 2,5 milhões de jovens nunca entraram em um consultório odontológico. Número que preocupa os especialistas da área, principalmente pelo fato de que a saúde bucal influi na saúde geral do organismo. “Muitos problemas se instalam ainda na infância e por isso os pais devem levar as crianças ao dentista ainda quando pequenos”, enfatiza o especialista em ortodontia, ortopedia facial e atuação interdisciplinar também em distúrbios do sono Gerson Köhler, da Köhler Ortofacial.

Um problema comum e que pode causar grandes prejuízos ao desenvolvimento da criança é a respiração bucal. Gerson explica que quando existe um obstáculo na região do nariz ou da faringe, o indivíduo é obrigado a respirar pela boca, caso contrário não conseguirá efetuar a respiração. “As consequências são alterações no crescimento e desenvolvimento do rosto, entre os quais estão as alterações ortopédicas, que diz respeito à forma dos ossos, e ortodônticas, relacionadas a posição dos dentes nas arcadas ósseas”, aponta.

As obstruções das vias aéreas em crianças, geralmente causadas pelo tamanho excessivo das amígdalas e da adenóide, também prejudicam a qualidade do sono. “A criança tem o seu período de sono perturbado por roncos e até apnéia – sequência de interrupções breves da respiração. Em nível corporal o sono de má qualidade pode causar atraso do crescimento pôndero-estatural, referente à altura e peso da criança em relação à sua idade cronológica”, observa o profissional, que também é especialista em Ortopedia Funcional dos Maxilares.

As alterações no peso e altura acontecem porque a combinação de noites mal dormidas, roncos, apnéia e respiração bucal influenciam negativamente na liberação do hormônio do crescimento. “Além de fazer com que a qualidade de vida da criança durante o dia seja severamente prejudicada, com a presença de sonolência, cansaço, falta de atenção e déficit de aprendizado. Sem contar que podem haver repercussões sérias no estado nutricional, perturbação do desenvolvimento normal da face e acometimentos de alterações gerais em sua saúde”, afirma.
Estudos médicos realizados em centros especializados no crescimento infantil revelam que as crianças que respiram pela boca tem 30% a menos de rendimento físico, além das alterações que comprometem a beleza estética e a funcionalidade da face. “As consequências mais visíveis ficam presentes no rosto. Alteração das arcadas dentárias, céu da boca profundo e estreito, modificação da postura da língua dentro da boca, lábios entreabertos, flacidez da musculatura bucal e orofaríngea, rosto com aspecto desarmônico e fala prejudicada são alguns dos efeitos”, destaca.

Juarez Köhler, especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial - que também faz parte da equipe interdisciplinar da Köhler Ortofacial - comenta que estas crianças terão preferência por alimentos líquidos ou pastosos, a cabeça estará quase sempre posicionada para frente e os ombros ficam caídos. “Na maioria das vezes os pais não tem nem noção das consequências negativas que a respiração bucal pode trazer. Estas alterações acontecem na infância, mas perduram pelo resto da vida se não houver uma intervenção adequada no tempo certo”, alerta.

Segundo Nilse Köhler, fonoaudióloga especializada em distúrbios funcionais da face, a percepção dos sintomas é fundamental para que os pais tomem a iniciativa de levar a criança a um especialista. O tratamento deve ser interdisciplinar e envolver os médicos pediatra e otorrinolaringologista, o ortodontista pediátrico e o fonoaudiólogo. “Não se pode esquecer que a boca não foi feita para respirar sendo ela a parte inicial do sistema digestivo e não do sistema respiratório. Portanto, assim como não se come pelo nariz, também não se deve respirar pela boca. Cada órgão tem suas funções específicas a realizar”, acrescenta a especialista.
Doutor Gerson Köhler (CRO 3921 – PR)

Compartilhar
Sala de imprensa Toda Comunicação
Empresa Vero Lettera Comunicação Ltda
Contato Verônica Pacheco
E-mail veronica@todacomunicacao.com.br Fone (21) 37954736
Editoria (s) Saúde
"A Maxpress publica pautas e notas de clientes a quem cabe toda e qualquer responsabilidade pelas informações nelas contidas, e pelos direitos eventuais de autoria e de imagem."
Não há Conteúdos relacionados.
Não há Tag's relacionadas.
busca avançada
MAXPRESS
MAXETRON
Serviços de Tecnologia
e Informações LTDA
Copyright© 2010 Maxetron.
Todos os direitos reservados.
All rights reserved
Política de Privacidade
Portal Maxpress
Grupos editoriais
Arte e Lazer
Feminino e Masculino
Ciência e Ambiente
Geral
Comunicação
Nacional e Mundo
Economia e Finanças
Saúde
Empresas
Transportes
Esportes
Turismo
Portais
Institucional
Produtos e Serviços
Anúncio de banner
Contato
Fale conosco
MaxPR
Públicos
Imprensa Brasil
Corporativo
Governo Brasil
Imprensa latina
Vip
Ferramentas
Distribuidor
Monitor
Prêmios
Serviços
Mailing avulso
Job
Facilidades
Saídas
Minha conta