Home Institucional Produtos e Serviços Estatísticas Newsletter Fale Conosco
Central de Atendimento: (11) 3341-2800
Login
Senha
Esqueci minha senha
Leitura de conteúdo
Pautas | g6 Comunicação Corporativa | 05/08/2014 11:06:18 | 406 Acessos
Contratos e acordos de sócios bem elaborados garantem os direitos na dissolução parcial de uma sociedade

Todo sócio tem o direito de retirar-se de uma sociedade ou pode ser excluído dela. Seja qual for o motivo desta retirada fica sempre pendente a questão da recuperação de haveres. Por isso, há necessidade de ter contratos e acordos sociais elaborados de forma a garantir o devido ressarcimento. Segundo o advogado Mauro Scheer Luís, da Scheer Advogados Associados, quando não existe um acordo é comum o caso ir à Justiça, em um processo chamado “dissolução parcial de sociedade”, no qual também acaba sendo discutida a apuração de haveres.


O principal problema, segundo o especialista em direito empresarial, é que os contratos sociais são, em geral, mal redigidos, especialmente nas cláusulas que dizem respeito a casos de saída e exclusão de sócios. A maioria dos contratos sociais diz simplesmente que, em caso de saída de um dos sócios, um balanço será levantado para apuração do valor atual da empresa e em um determinado número de meses o sócio deverá ser ressarcido.


“Como deve ser feito esse balanço? Essa é uma questão controversa. Quando abordo o assunto com meus clientes, procuro regulamentar a questão por meio de um acordo de sócios, que é um documento paralelo ao contrato social que trata de diversas obrigações não regulamentadas no contrato social, tais como: o peso do voto de cada um na sociedade, como a administração desta sociedade é exercida, como fazer a dissolução, como se dá a apuração de haveres, o valor da marca, entre outros”, informa Scheer.


Por isso, o advogado alerta sobre o risco de assinar um contrato social “padrão”, uma vez que ele contém cláusulas genéricas e, no caso de sua retirada da sociedade, o sócio não tem como obter todos os haveres que lhe são devidos senão via decisão judicial.


Hoje existem técnicas de “valuation”, que calculam quanto vale uma empresa. Mas, no caso de uma ação judicial, o juiz é quem decidirá e, geralmente, é amparado pelo parecer de um perito judicial. Não importa simplesmente o ativo (móveis, equipamento e imóveis), mas também o ativo intelectual e imaterial que não está no balanço, como por exemplo, o valor da marca, o know How, a carteira de clientes e até projetos que estão em andamento.


“O grande risco da decisão judicial é que os haveres devidos podem ser supervalorizados ou subvalorizados e, ainda, estes processos podem durar anos, o que muitas vezes determina o fim de uma empresa. Portanto, ao criar uma sociedade, é fundamental consultar um especialista em contratos sociais para que haja cláusulas claras e bem definidas que não prejudiquem nenhuma das partes no caso de uma dissolução parcial de sociedade”, conclui o advogado.


Sobre o Scheer Advogados Associados


O escritório Scheer Advogados Associados (www.sadv.com.br), criado há 10 anos, conta com sede em São Paulo e opera nas principais capitais do País e em outras localidades por meio de filiais e escritórios associados. Atua na defesa de interesse de companhias de portes variados, tendo como foco o direito trabalhista, empresarial, societário, tributários e contratos, entre outros. O trabalho desenvolvido se dá na área consultiva e litigiosa, assegurando o desenvolvimento dos negócios de companhias de diver sos ramos, como agronegócios, construção civil, cooperativas, indústria, educacional, instituições de saúde, entre outros.

MAIS INFORMAÇÕES
g6 Comunicação Corporativa
Sandra Polo
sandra@g6comunicacao.com.br
Fones: (11) 2971-1995 e 9.9404-2070
www.g6comunicacao.com
www.facebook.com/g6comunicacaocorporativa
www.twitter.com/g6comunicacao
Agosto de 2014

 

Compartilhar
Sala de imprensa g6 Comunicação Corporativa
Empresa EDUARDO CAMARGO SANCHES
Contato Sandra Polo
E-mail sandra@g6comunicacao.com.br Fone (11) 29711995
Editoria (s) Jurídica
"A Maxpress publica pautas e notas de clientes a quem cabe toda e qualquer responsabilidade pelas informações nelas contidas, e pelos direitos eventuais de autoria e de imagem."
crianças PUBLICAÇÕES SEDIAR BAKER SETEMBRO PRESO
Sodexo CÚPULA SETOR PROMOÇÃO SEGURO PAULO
COOPERAÇÃO PROCON PL ADVOCACIA JURÍDICO imagem
REUNIRÁ DEBATIDA RECEBIDO TRENCH USO ACIDENTE
BAHIA MOVIMENTAR PAULISTA WATANABE APRESENTA Friday
EMPRESÁRIOS ROSSI URGÊNCIA VIÚVA FORMAIS FecomercioSP
CONCESSIONÁRIA ESTABILIDADE DESENVOLVIMENTO JOVENS ATLETA indenizará
BLACK FUTURO REQUERIMENTO GERAÇÃO MÓVEL ex-assessor
SITUAÇÃO INDENIZAÇÃO VÔLEI VINCULADA AMÉRICA RenovaBio
ESPECIALISTAS INSTITUTO CONTRATO INTERNACIONAL LEI abatido
REMUNERAÇÃO TRÊS RUA ENERGIA LATINA McKenzie
EMPREGOS DIANTE DIREITOS MILHÕES QUALIDADE TRABALHO
APROVA VAREJO TV EDUCAÇÃO CÂMARA VIDA
COMEMORAM JORNAIS VALINHOS SUSTENTÁVEL APONTA
busca avançada
MAXPRESS
MAXETRON
Serviços de Tecnologia
e Informações LTDA
Copyright© 2010 Maxetron.
Todos os direitos reservados.
All rights reserved
Política de Privacidade
Portal Maxpress
Grupos editoriais
Arte e Lazer
Feminino e Masculino
Ciência e Ambiente
Geral
Comunicação
Nacional e Mundo
Economia e Finanças
Saúde
Empresas
Transportes
Esportes
Turismo
Portais
Institucional
Produtos e Serviços
Anúncio de banner
Contato
Fale conosco
MaxPR
Públicos
Imprensa Brasil
Corporativo
Governo Brasil
Imprensa latina
Vip
Ferramentas
Distribuidor
Monitor
Prêmios
Serviços
Mailing avulso
Job
Facilidades
Saídas
Minha conta