Home Institucional Produtos e Serviços Estatísticas Newsletter Fale Conosco
Central de Atendimento: (11) 3341-2800
Login
Senha
Esqueci minha senha
Leitura de conteúdo
Pautas | Comunicação Conectada | 20/04/2017 18:56:48 | 786 Acessos
As cinco chaves da Inteligência Comunicacional
Pesquisadora de doutorado brasileira desenvolve método para o sucesso pessoal e profissional

Você já parou para se perguntar do que é feita uma vida boa? O Estudo de Desenvolvimento Adulto, de Harvard: o estudo mais longo sobre a vida adulta que já foi feito, resolveu investigar o que nos mantém saudáveis e felizes enquanto passamos pela vida para responder a pergunta: Se você fosse investir agora no seu melhor "eu" futuro, a que dedicaria seu tempo e energia?

A pesquisa já dura 75 anos e envolveu 724 homens estudados, ano após ano, desde 1938. A eles foram feitas perguntas sobre seus trabalhos, vidas domésticas e saúde. Hoje, os que ainda estão vivos, estão na casa dos 90 anos de idade. Para o estudo foram selecionados dois grupos de homens: Alunos que estavam no segundo ano da Universidade de Harvard, que terminaram a faculdade durante a 2ª Guerra Mundial e um grupo de garotos dos bairros mais pobres de Boston, vindos de algumas das famílias mais problemáticas e desfavorecidas da região. Dos homens estudados, alguns se tornaram operários, advogados, pedreiros e médicos. Um deles tornou-se Presidente dos Estados Unidos. Alguns desenvolveram alcoolismo. Uns poucos sofreram de esquizofrenia.

A cada dois anos foram feitas novas entrevistas, também eram checados seus exames médicos e feitas entrevistas com seus filhos e esposas. O resultado foi surpreendente. Não foi estudar em uma universidade de ponta, ter boa condição financeira ou uma vida estável que os tornou mais felizes ou com melhor qualidade de vida. A conclusão do estudo é: são os bons relacionamentos que nos mantêm mais felizes e saudáveis.

Agora pare e pense: além do amor, estima e afeição, qual elemento que um relacionamento precisa ter para que realmente funcione? A resposta é uma boa comunicação. Diversas pesquisas, tanto nas áreas da vida pessoal quanto profissional dão conta de que a base para um relacionamento saudável é uma comunicação efetiva. Pessoas que não sabem se comunicar com qualidade minam seus relacionamentos, perdem oportunidades e podem se prejudicar de maneiras, muitas vezes, irreversíveis.

Foi pensando em potencializar as pessoas a alcançarem o caminho da comunicação eficaz que a Doutoranda em Psicologia e Mestre em Comunicação Gaya Machado começou a pesquisar o que seriam as bases de uma Inteligência Comunicacional: “Uma comunicação inteligente vai muito além de saber onde colocar as mãos, como construir uma boa apresentação ou saber colocar bem a voz. Ao longo das minhas pesquisas nas áreas de desenvolvimento do potencial humano e comunicação entendi que o processo comunicacional começa, antes de mais nada, com a nossa comunicação interna, ou seja, quem eu sou e as verdades e mentiras que eu conto para mim mesmo, a partir daí passo por diversas etapas para sair de mim, para só então passar a enxergá-lo e chegar no momento da troca comunicacional”, explica.

A palavra Inteligência vem do latim intellectus, de intelligere, que significa “inteligir, entender, compreender”. Também é composto de íntus, que significa “dentro” e lègere – “recolher, escolher, ler”. Para o Mainstream Science on Intelligence, assinada por 52 pesquisadores em inteligência, em 1994:
Inteligência é “uma capacidade mental bastante geral que, entre outras coisas, envolve a habilidade de raciocinar, planejar, resolver problemas, pensar de forma abstrata, compreender ideias complexas, aprender rápido e aprender com a experiência. (...) o conceito refere-se a uma capacidade mais ampla e mais profunda de compreensão do mundo à sua volta”.

Os conceitos que envolvem inteligência estudados até hoje, não dão conta da complexidade o processo da comunicação humana. Quando falamos em QI - Quociente de inteligência, o modelo mais conhecido relacionado a inteligência, estamos falando de uma medida padronizada obtida por meio de testes desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas. Trata-se, de forma simplificada, da expressão do nível de habilidade de um indivíduo num determinado momento em relação ao padrão (ou normas) comum à sua faixa etária.

Outro conceito muito em alta hoje em dia é a Inteligência Emocional, a capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos. O conceito ficou mundialmente conhecido através da obra de mesmo nome do americano Daniel Goleman. A Inteligência Emocional é fundamental para uma comunicação eficaz, mas somente ela, não é suficiente para que o processo comunicacional seja bem-sucedido.

Há ainda a Inteligência Espiritual, conceito desenvolvido por Cindy Wigglerworth que descreve a capacidade agir com sabedoria e compaixão, mantendo a paz interior e exterior a despeito da situação. A inteligência espiritual se relaciona com uma conexão o sagrado, transcendente e com uma conexão com o outro de maneira a servir a nós, ao outro e ao planeta.

Por fim, o conceito de Inteligências Múltiplas, cunhado por Howard Gardner, que selecionou sete inteligências elaboradas à luz das origens biológicas de cada capacidade de resolver problemas:
Inteligência Musical, Corporal-Cinestésica, Lógico-Matemática, Linguística, Espacial, Pessoal e Intrapessoal.

Gaya Machado desenvolveu um modelo que foi aprovado como pesquisa e hoje é a base da sua tese de Doutorado em Psicologia na Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales – UCES, na Argentina. “Estou construindo o conceito de Inteligência Comunicacional baseado em uma visão pluralista da mente, que se baseia na ciência cognitiva (estudo da mente) e na neurociência (estudo do cérebro), mas é guiado pela psicologia humanista. Parto da premissa da necessidade de desenvolvermos as Inteligências Interpessoal e Intrapessoal cunhadas por Howard Gardner na sua teoria das Inteligências Múltiplas, embasadas na inteligência emocional da qual fala Daniel Goleman, mas amplio estes conceitos para uma aplicação comunicacional individual e relacional”, diz a especialista.

No modelo da pesquisadora brasileira, a Inteligência Comunicacional traz ferramentas práticas que podem ser aplicadas por qualquer indivíduo ou organização, passando por 5 chaves:

• Primeira Chave - Percepção contextual individual (Eu no aqui e agora): A primeira chave abre as portas da percepção e do autoconhecimento para que cada um entenda como, de fato, é. É a nossa comunicação mais profunda. Cada um de nós funciona de um modo único no mundo, seja por nossos perfis comportamentais, formas sensoriais de percepções, contextos socioculturais e muitos outros fatores que nos constituem quem somos. Quando temos acesso a este autoconhecimento podemos, de fato, começar a nos potencializar pessoal, profissional e comunicacionalmente.

• Segunda Chave: Comunicação Intrapessoal (Eu): A segunda chave abre as portas da nossa comunicação intrapessoal. Como me comunico comigo mesmo? Quais são as verdades e mentiras que conto para mim? Eu me potencializo ou me prejudico? Este diagnóstico pode ser feito tanto com pessoas quanto com empresas, uma vez que muitas vezes as organizações não têm o conhecimento necessário de si mesmas e de seus processos para compreender como alcançar os resultados que desejam. Mas não basta diagnosticar, é importante dar ferramentas para concertar o que não contribui e, só então, poder avançar para a terceira chave.

• Terceira Chave: Percepção Relacional (Tu): Na terceira chave eu começo a olhar para fora e entender que existem outros pontos de vista. Compreendo que não é porque eu estou certo que o outro está errado e que uma situação pode ser vista sob diversos ângulos. Aprendo a exercitar a empatia, capacidade fundamental para conexões de qualidade, e pratico a habilidade de ouvir. Para ressaltar a importância desta chave, vejamos o que constatou um estudo comparativo conduzido por Signe M. Spencer, líder global em avaliação de capacidade da Hay Group, publicado na Harvard Business Review, para saber como líderes seniores de alta performance lideram em tempos de crises externas. Os pesquisadores identificaram três competências genéricas que, em uma situação de crise, diferenciam líderes de sucesso dos demais: foco no cliente, compreensão dos outros e trabalho em equipe com cooperação. Quando falamos em foco no cliente, o ponto central é saber o que é importante para o outro. Quando frisamos a importância da compreensão dos outros, entendemos a importância de ouvir, exercitando o olhar para os diversos pontos de vista e, por fim, quando falamos em trabalho em equipe e cooperação, entendemos que, para lidar com pessoas precisamos nos comunicar de forma assertiva e empática, valorizando da opinião do outro.

• Quarta Chave: Percepção Contextual Relacional (Eu e Tu no Aqui e Agora): A quarta chave fala da importância da atenção do momento presente, do flow - também conhecido como estado de fluxo, das pistas oculares e corporais e das expressões que podem potencializar ou esvaziar a nossa mensagem. Ela traz a consciência ao comunicador de como ele pode se preparar para, quando abrir a quinta chave, estar potencializado para ter, de fato, uma comunicação inteligente.

• Quinta Chave: Comunicação Interpessoal (Eu e Tu em relação, no Aqui e Agora): Quando chegamos na quinta chave, já estamos munidos de autoconhecimento, perspectiva de ponto de vista, empatia, atenção e uma série de outras ferramentas. Nesta etapa, somos capazes de separar fatos de opiniões e adotar um comportamento proativo, ao invés de reativo, através da assertividade. Nós entendemos que entre o que nos acontece e nossa resposta sempre há nossa liberdade de escolha e podemos colocá-la em prática em prol de uma comunicação que, além de ser eficaz, privilegia os nossos relacionamentos e nos ajuda alcançar nossos objetivos pessoais e profissionais.

Gaya Machado conclui: “Minha pesquisa ainda está em andamento e o campo da inteligência e da comunicação é extremamente rico e vasto, mas certamente hoje já temos ferramentas eficazes e poderosas para compreender como nos comunicamos interna e externamente e potencializar nossos resultados e nossas relações. Já estou ministrando a Inteligência Comunicacional em palestras e como disciplina de MBA e Pós-Graduação, capacitando os participantes a se potencializarem comunicacionalmente para relações baseadas em sensibilidade, autoliderança e empatia nas mais diversas áreas das relações pessoais e profissionais. Estou certa de que adquirir inteligência comunicacional é algo que beneficia a todos”.


Gaya Machado:
É Doutoranda em Psicologia pela Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales – UCES, Argentina, Mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero; MBA em Desenvolvimento do Potencial Humano; coautora de cinco livros; palestrante em congressos nacionais e internacionais e professora de Pós-graduação e MBA. É fundadora do projeto Coisas de Gaya, com mais de 26 mil seguidores no Facebook.

Contatos:
gaya@comunicacaoconectada.com.br
Tel: 11 98666 0668
 

Compartilhar
Sala de imprensa Comunicação Conectada
Empresa THAISFM PRODUÇÕES ARTISTICAS LTDA
Contato Gaya Machado
E-mail gaya@comunicacaoconectada.com.br Fone (11) 98666066
Editoria (s) Empresas, Comportamento, Feminina
"A Maxpress publica pautas e notas de clientes a quem cabe toda e qualquer responsabilidade pelas informações nelas contidas, e pelos direitos eventuais de autoria e de imagem."
Não há Conteúdos relacionados.
recomendações PETS INSCRIÇÕES ESPACIAL MEIO Saúde
realiza PATROCINADA PLÁSTICO INTERNACIONAL SÓCIO crianças
Sodexo MORADORES CONHEÇA UNIDADE JURÍDICA PROMOVE
AGÊNCIA REFERÊNCIAS SENAC PROGRAMA PROJEÇÃO CELEBRIDADES
INAUGURA CONSECUTIVO MELHORES AÇÃO RECICLAGEM COMEMORAÇÃO
CONTRATOS APRENDIZ DIRETOR PAIS PROJETO INFLUÊNCIA
VOLUNTARIADO SUCESSO PRODUÇÃO BRASKEM SPACE PESQUISA
ABRE TRABALHO INTEGRAÇÃO TRABALHAR Sicoob POLÍTICOS
PRINCIPAIS CASES ANUNCIA PRÊMIO UBE DIGITAIS
TERCEIRO VAREJO ESTAÇÃO PÚBLICO embaixadoras CARREIRA
LANÇAM SAMPA ONE EDIÇÃO Prati-Donaduzzi DIA
INSTITUIÇÕES COMERCIAL ESPANHA FESTA Raízen JOVENS
ASSOCIAÇÃO INCENTIVOS FINANÇAS MINISTÉRIO 'Com BAIXA
NOVADUTRA CONDOMÍNIOS PARCERIA BRASIL Engecred-GO APRESENTA
IMOBILIÁRIOS BRASILEIRO DIGITAL SINCOVARP Sinduscon-MG ATIVISTAS
PIRACICABA MADE CCR BENEFÍCIOS HOKA CURSO
ONG CRESCER ANO EMPRESAS Filhos' revela
REUNEM EXPANDEM PRÁTICA SP Fundet influenciadores
FINALISTAS
busca avançada
MAXPRESS
MAXETRON
Serviços de Tecnologia
e Informações LTDA
Copyright© 2010 Maxetron.
Todos os direitos reservados.
All rights reserved
Política de Privacidade
Portal Maxpress
Grupos editoriais
Arte e Lazer
Feminino e Masculino
Ciência e Ambiente
Geral
Comunicação
Nacional e Mundo
Economia e Finanças
Saúde
Empresas
Transportes
Esportes
Turismo
Portais
Institucional
Produtos e Serviços
Anúncio de banner
Contato
Fale conosco
MaxPR
Públicos
Imprensa Brasil
Corporativo
Governo Brasil
Imprensa latina
Vip
Ferramentas
Distribuidor
Monitor
Prêmios
Serviços
Mailing avulso
Job
Facilidades
Saídas
Minha conta