Home Institucional Produtos e Serviços Estatísticas Newsletter Fale Conosco
Central de Atendimento: (11) 3341-2800
Login
Senha
Esqueci minha senha
Leitura de conteúdo
Pautas | Ex-Libris Comunicação Integrada | 06/12/2018 15:08:06 | 65 Acessos
6 razões para empresas aderirem ao PBM
Programa de Benefício em Medicamentos deve crescer 15% ao ano, no país, até 2023

Empresas como Telefônica, IBM, Caterpillar, Unilever, Arcelor Mital, Carrefour, Nestlé, Gerdau e Tigre são algumas das grandes companhias brasileiras que já oferecem Programa de Benefício em Medicamentos (PBM) para seus funcionários. Muito difundido nos Estado Unidos, aqui no Brasil o número de organizações adeptas do programa vem crescendo. “Nossa expectativa é de que o mercado cresça em torno de 15% ao ano, até 2023”, diz Luiz Monteiro, presidente da PBMA – Associação Brasileira das Empresas Operadoras de PBM.

De acordo com o presidente da PBMA, estudos demonstram que 50% dos doentes crônicos abandonam o tratamento prescrito muitas vezes pela falta de acesso ao medicamento e incentivo para o tratamento. “Com o benefício, a chance de segui-lo é muito maior, até porque as empresas conseguem promover e acompanhar a correta adesão ao tratamento”, alega Monteiro. Aqui no Brasil, as empresas que já disponibilizam o benefício custeiam, em média, 50% do valor final dos medicamentos prescritos.
Abaixo, ele lista algumas vantagens que o PBM oferece tanto para as empresas como também para os beneficiários:
- O funcionário passa a ter mais condições de acesso ao tratamento medicamentoso prescrito pelo especialista e, consequentemente, a cuidar melhor da sua saúde;
- A empresa passa a contar com funcionários mais produtivos, diminui o número de absenteísmo e de diversas despesas com a saúde dos empregados;
- Contribui para a gestão da saúde populacional, diminuindo os custos totais com saúde;
- Em razão da grande procura por medicamentos para doenças crônicas, os descontos pelo PBM podem alcançar até 70%;
- Diferente de um Convênio Farmácia, que é limitado apenas às farmácias de uma única rede, o PBM permite monitoramento do benefício e acompanhamento do tratamento realizado pelos funcionários;
- O governo também reduziria gastos, como, por exemplo, os do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), com problemas de saúde da população e com os afastamentos provocados por doenças do trabalho.

Mais informações:
Ex-Libris Comunicação Integrada
(11) 3266-6088 ramal 223 / 97682-4686
Jornalistas: Marco Berringer, Edmir Nogueira e Edgard Léda

Compartilhar
Sala de imprensa Ex-Libris Comunicação Integrada
Empresa EX-LIBRIS LTDA
Contato Marco Paulo
E-mail marcopaulo@libris.com.br Fone (11) 32666088
Editoria (s) Empresas
"A Maxpress publica pautas e notas de clientes a quem cabe toda e qualquer responsabilidade pelas informações nelas contidas, e pelos direitos eventuais de autoria e de imagem."
Não há Conteúdos relacionados.
Não há Tag's relacionadas.
busca avançada
Banner Jornal da Usp
MAXPRESS
MAXETRON
Serviços de Tecnologia
e Informações LTDA
Copyright© 2010 Maxetron.
Todos os direitos reservados.
All rights reserved
Política de Privacidade
Portal Maxpress
Grupos editoriais
Arte e Lazer
Feminino e Masculino
Ciência e Ambiente
Geral
Comunicação
Nacional e Mundo
Economia e Finanças
Saúde
Empresas
Transportes
Esportes
Turismo
Portais
Institucional
Produtos e Serviços
Anúncio de banner
Contato
Fale conosco
MaxPR
Públicos
Imprensa Brasil
Corporativo
Governo Brasil
Imprensa latina
Vip
Ferramentas
Distribuidor
Monitor
Prêmios
Serviços
Mailing avulso
Job
Facilidades
Saídas
Minha conta